Total de visualizações de página

Só Jesus Cristo salva!

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

A morte na panela-2 Reis 4:38-41

E, voltando Eliseu a Gilgal, havia fome naquela terra, e os filhos dos profetas estavam assentados na sua presença; e disse ao seu servo: Põe a panela grande ao lume, e faze um caldo de ervas para os filhos dos profetas.  Então um deles saiu ao campo a apanhar ervas, e achou uma parra brava, e colheu dela enchendo a sua capa de colocíntidas; e veio, e as cortou na panela do caldo; porque não as conheciam. Assim deram de comer para os homens. E sucedeu que, comendo eles daquele caldo, clamaram e disseram: Homem de Deus, há morte na panela. Não puderam comer. Porém ele disse: Trazei farinha. E deitou-a na panela, e disse: Dai de comer ao povo. E já não havia mal nenhum na panela. 
2 Reis 4:38-41

Introdução
Eliseu chegava de uma viagem, ele estava vindo de Suném onde morava aquela mulher nobre que lhe hospedava quando por ali passasse, o profeta havia ministrado ali um grande milagre no seio daquela família, o primeiro foi que ela não tinha filhos e sua madre abriu e o outro é que morrendo o menino o profeta orou e o ele viveu.

Observemos que Eliseu estava em Suném que quer dizer: Lugar de descanso ou mesmo Lugar de repouso... E agora ele retorna para Gilgal: O circulo de pedra. Nesse lugar havia fome e ali estavam os filhos dos profetas aprendendo com o mestre Eliseu, não havia ali nada para comer, e o profeta Eliseu era o responsável para alimenta lós todos os dias, e nesse dia todos estavam assentados diante de Eliseu, o qual vendo lhe a fome, deu ordem a seu servo para por a panela grande no fogo e fazer um caldo de ervas para os meninos, no que saindo um deles foi no campo e encheu sua capa de ervas para fazer o caldo, só que no meio veio também uma ‘parra brava’ (um fruto amargo e venenoso encontrado no oriente médio), essa parra brava era tão venenosa que bastava comer, para morrer.

O veneno na panela  
Quando nascemos somos como a grande panela que vai ao fogo todos os dias; cada almoço ou janta uma nova experiência; assim somos nós, na medida que vamos crescendo, também vem para dentro do nosso subconsciente coisas que vimos, ouvimos ou sentimos; nossa vida é de aprendizagem e infelizmente nem todas são boas, algumas são ervas venenosas que entra em nós para matar,.. Sim, coisas ruins chegam todos os dias para alojar em nós, e muitas ficam morando ali a vida inteira, e mesmo sendo nascidos em Cristo, ainda guardamos conosco as velhas maneiras, das quais devemos ser livres, pois afinal agora somos de Cristo e vivemos na nova natureza. Então porque temos que carregar fardos que nos pesam os ombros se Jesus os carrega por nós?

O moço havia ido para o campo colher ervas boas para fazer um caldo e matar a fome dos companheiros e no tempo da seca não era fácil encontrar nada no campo ainda mais ervas boas para se comer, teria que conhece lás para colhe lás, porém o moço não as conhecia e trouxe juntas umas parras bravas, veneno mortal e lançou na panela e comeram.

Não é diferente das nossas vidas, quando crianças adquirimos coisas boas e venenosas para dentro de nós e crescemos com elas sem saber separa las; elas vão construir nosso caráter no futuro.
Um bebe que viu ou ouviu a mãe ser maltratada de alguma forma, pode guardar dentro de si a violência, o desejo de brigas e contentas e ate mesmo de choro. Na hora da provocação essa bomba antiga vai explodir.

Podemos ser melhores
Através da fé em Jesus podemos mudar para melhor, trazendo para dentro de nós um pensamento ousado de libertação; com isso fica possível curar doenças e atitudes venenosas que adquirimos e agora nos sufocam querendo nos matar.

a. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair. Ulceras e gastrites.
b. A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam. Tensão, revolta, contrariedades emocionais. Sentimentos feridos.
c. O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
d. A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
e. As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
f. O peito aperta quando o orgulho escraviza.
g. A pressão sobe quando o medo aprisiona.
h. A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.
i. Enjoar no carro – Medo-dependência, sentimento de ser pego em armadilhas.
j. Gagueira – Insegurança; falta de autoexpressão (causas emocionais das doenças)                               
l. Impotência – Pressão sexual, tensão, culpa; rancor. Medo de abuso porque sofreu algo parecido.
m. Nervos e nervosismo – Comunicação, luta, pressa; medo, ansiedade. Pensamentos confusos.
n. Roer unhas – Separação dos pais (emocional), pedaço de si que se recalca, revolta.

Porque elas agem assim???
Presenciei em alguns eventos, algumas pessoas com atitudes não boas, que denegriram suas imagens; antes eram vistas como santas servas do Senhor, mais depois disto,... Como barraqueiras, gulosas, sem ética alguma; várias perguntas vieram à minha mente fértil: Porque? Porque? E Porque???
Tinha algo errado com minhas amigas, porque agiram assim? Vi que algo não estava indo bem. Pus-me a orar e busquei no Senhor as respostas para minha indagação e Deus foi me iluminando em cada uma e a partir daí pude entender melhor essas mulheres servas de Deus que  sofrem de reflexos não tão bons que adquiriram no passado.

·        Porque alguém pega a lembrancinha de sobre a mesa e esconde na bolsa ou debaixo da mesa antes que outras pessoas cheguem e corra o risco de ficar sem? Faz isso porque quando criança presenciou essa cena ou algo parecido,... ouviu alguém mais velho dizer: _ Corre vai guardar esse brinquedo antes que seu primo chegue ou o filho da vizinha etc,.. Esconde ou ele vai tomar de você! Esse veneno do egoísmo tornou no seu subconsciente uma alto defesa de proteger algo barato e as vezes insignificante. Reflexo de parra brava na panela.

·        Porque alguém corta a fila do posto de saúde, do banco, da entrada no cinema para o filme tal, da entrada para o templo para sentar nos primeiros assentos? A questão não esta em querer os primeiros assentos, pois a Bíblia diz que ‘os últimos serão os primeiros’, a pessoa corta a fila sabendo que alguém chegou antes do que ela, então o lugar é de preferência da outra, mas ela insiste em tomar o lugar da outra. Na certa quando pequena essa pessoa viu essa cena ou quando na fila da merenda, alguém tinha o costume de cortar a fila e os outros achavam tal atitude engraçada e sorriam como que admirando, ou estando na fila levou um empurrão, um chega pra la e saiu magoado dali sem direito algum; hoje ao deparar com uma fila não importa quem chegou primeiro, simplesmente chega e luta por um lugar que não lhe pertence, reflexo de parra brava na panela.

·        Porque alguém atropela o outro para pegar comida na frente e ainda escolhe o que há de melhor sob a mesa, sem pensar no seu próximo? Reflexo de um passado que passou fome, falta das coisas, o que desejava não conseguia, e agora sem saber luta para não ficar sem, seu subconsciente informa que se não correr vai ficar sem, o próximo vai levar tudo. Ou talvez viu o irmão mais velho ou a tia pegar sua mamadeira e da para a outra criança antes de você e consequência é essa, atitude de perda.

·        Porque pessoas crentes às vezes são barraqueiras, armam uma contenda por pouca coisa, respondem provocando o próximo, a alma esta cheia de agruras? É porque viveu em ambiente que os mais velhos brigavam, contendiam uns com os outros e ate com pessoas de fora, talvez não lembrem por serem pequenos demais, mais o subconsciente sim ou presenciou a autodefesa da mãe ou do pai na porta da escola em sua defesa; pais super protetores, filhos embaraçados nas rixas e contentas. Conheço mães que defendiam seus filhos na porta da escola, brigando ate com professoras e hoje estão atrás das grades. No meu tempo da escola rural, na reunião de pais e professores, os pais davam autoridade aos professores para se necessário corrigir com vara seus filhos, geração tal que foi construída no caráter de obediência e respeito; os pais de hoje estão perdendo a essência da nobreza e não depositam em seus filhos o caráter da educação, a maioria querem que eles estudem, formem e se tornem grandes profissionais custe o que custar. Reflexo do veneno na panela tem que acabar!

·        Porque algumas pessoas quando recebem uma má resposta ou é disciplinado tende a chorar ou a desistir de estar próximo aquela pessoa? Porque quando menino apanhou sem direito de defesa e estava certo, porém apanhou assim mesmo e chorou buscando para si o medo da autoridade superior a ele o qual não lhe deu direito de explicação. Reflexo de medo.

·        Porque quando alguém confia um segredo muitas pessoas usa de má fé e passa para frente? Porque quando pequena ouviu em casa os mais velhos falarem má, de outras pessoas sem medo das consequências, entrou no meio da conversa dos adultos sem repreensão e assim o péssimo caráter foi formando dentro de si ao ponto de tornar um espalhador (a) de boatos e mexericos. O fofoqueiro é aquele que não confia em ninguém para guardar segredos, pois ele mesmo não os guarda dentro de si. Essa pessoa gosta de levar a noticia antes dos outros, ela quer chegar primeiro, quer ser a portadora das novas sem importar se essa noticia vai ou não prejudicar o outro.

·        Porque certas pessoas cristas não mudam nunca sua velha forma de agir, de ser, de vestir etc? Porque ainda carrega a velha natureza biológica de seus parentes do passado, não tomou posse ainda da roupagem nova que é fazer tudo para a gloria de Deus. Ainda concorrem com as coisas do mundo. As atitudes do mundo são aparentemente mais belas, mais chamativas, mais atraentes e conquistadoras, não adianta concorrer com eles, o crente vai perder, pois eles tem o prazer nessas coisas e fazem com a ajuda de espíritos malignos e o crente nascido de Deus se reprime ao concorrer com eles, pois sempre terá um freio lhe puxando para traz.

·        Porque alguns crentes não respeitam a casa de Deus e mascam chicletes ficam de olho no zap e conversam paralelamente sem estar nem ai para quem esta adorando, orando etc? Porque quando criança aprendeu a não respeitar o próximo, essa boa ética vem de berço, criança não falava enquanto o adulto não permitisse, jamais entrava na conversa alheia, temia com respeito profundo seus responsáveis, as vezes no exagero, mais tinham uma educação digna de ser copiada.

Mais e aí??? Todos são Joios? Ou são trigos?
São trigos, vá por mim, o joio é imprestável, e se você perceber essas pessoas com parra brava no prato são fazedores da obra de Deus, o que está acontecendo é que ainda são sementes de trigo pregada na palha, precisa amadurecer as emoções e atitudes para se tornar uma semente seca, resistente e madura pronta para ser plantada e germinada, dando frutos.

A Farinha neutralizante
Alguém gritou: Homem de Deus tem morte na panela!!! Eliseu pediu farinha e deitou sobre aquele caldo e disse: Pode comer, mal algum se fará.
O Espírito Santo é a Farinha que neutraliza todo o veneno da parra brava que está em nós; essa farinha cura a alma, o corpo e o espírito; traz unção e tempero para quem quer ser transformado. Essa Farinha é o domínio próprio para o crente equilibrar se em suas atitudes, deixando os péssimos costumes e fazendo a diferença em sua ética.
Quando essa Farinha é depositada em nós, mudamos radicalmente a nossa forma de ser, as nossas atitudes venenosas adquiridas com o tempo são invalidas porque não resistem o poder da Farinha Santa.


Conclusão
Em fim, 'panela grande-grande ministério' Deus usa nos para levar bom alimento às almas famintas, enquanto estivermos servindo erva brava em nós, encostados vamos ficar; dê lugar para essa Farinha entrar dentro de você e mudar esse seu jeito doente de ser e receba a cura no seu interior e seja feliz, mais do que vencedor!
Resultado de imagem para gifs de folhas
  Por vossa irmã em Cristo Rosa Dias









Nenhum comentário:

Postar um comentário