Total de visualizações de página

Eventos Evangélicos

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

A Restituição

E Isaque chamou a Jacó, e abençoou-o, e ordenou-lhe, e disse-lhe: Não tomes mulher de entre as filhas de Canaã;
Levanta-te, vai a Padã-Arã, à casa de Betuel, pai de tua mãe, e toma de lá uma mulher das filhas de Labão, irmão de tua mãe;
E Deus Todo-Poderoso te abençoe, e te faça frutificar, e te multiplique, para que sejas uma multidão de povos;
E te dê a bênção de Abraão, a ti e à tua descendência contigo, para que em herança possuas a terra de tuas peregrinações, que Deus deu a Abraão.
Assim despediu Isaque a Jacó, o qual se foi a Padã-Arã, a Labão, filho de Betuel, arameu, irmão de Rebeca, mãe de Jacó e de Esaú.
Gênesis 28:1-5
Introdução
Jacó era filho de Isaque e Rebeca; seu nome significa ‘aquele que segura o calcanhar; suplantador; o que tira vantagem de outro e astúcio. “Jacó sem esperança, dado como morto pela família ou talvez como errante pelo caminho”. 
Esse homem enriqueceu muitíssimo; por vinte anos ele serviu a Labão seu sogro e o Senhor lhe prosperou grandemente. Jacó partira de Canaã vinte anos antes e sozinho e de mãos vazias, nesse tempo Isaque ainda vivia.
1. O retorno
Agora no seu retorno ele volta como um príncipe, rico, pai de doze filhos e com muitos servos, uma família enorme; os vinte anos foram anos de experiências nas provações, como ele cresceu com o sofrimento, mas foi em meio a prova que adquiriu riqueza e honra.
2. A honra
Uma das maiores honras naquele tempo eram os filhos homens, tornavam o homem honroso, e Jacó teve doze filhos, os quais formaram as doze tribos de Israel, nome dado pelo anjo após uma travada luta com Jacó, na certa se o anjo quisesse destruir Jacó teria feito isto com apenas um sopro, mas até nisso Deus queria mesmo era que Jacó tivesse um encontro mais profundo com as coisas do céu, Deus queria dar a seu filho a certeza de que Ele era o Deus da sua linhagem e era necessário um encontro espiritual naquele caminho. Jacó, porém, ficou só; e lutou com ele um homem, até que a alva subiu.
E vendo este que não prevalecia contra ele, tocou a juntura de sua coxa, e se deslocou a juntura da coxa de Jacó, lutando com ele.
E disse: Deixa-me ir, porque já a alva subiu. Porém ele disse: Não te deixarei ir, se não me abençoares.
E disse-lhe: Qual é o teu nome? E ele disse: Jacó.
Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste.
E Jacó lhe perguntou, e disse: Dá-me, peço-te, a saber o teu nome. E disse: Por que perguntas pelo meu nome? E abençoou-o ali.
E chamou Jacó o nome daquele lugar Peniel, porque dizia: Tenho visto a Deus face a face, e a minha alma foi salva.
Gênesis 32:24-30
E apareceu Deus outra vez a Jacó, vindo de Padã-Arã, e abençoou-o.
E disse-lhe Deus: O teu nome é Jacó; não te chamarás mais Jacó, mas Israel será o teu nome. E chamou-lhe Israel.
Disse-lhe mais Deus: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; frutifica e multiplica-te; uma nação, sim, uma multidão de nações sairá de ti, e reis procederão dos teus lombos;
E te darei a ti a terra que tenho dado a Abraão e a Isaque, e à tua descendência depois de ti darei a terra.
E Deus subiu dele, do lugar onde falara com ele.
Gênesis 35:9-13
3. As perdas
Com o passar do tempo, Jacó agora conhecido com um forte homem, um patriarca de honra; mas sua esposa Raquel a quem tanto amava já havia morrido, seus filhos lhe cercam de problemas; seu filho José estava dado como morto pelos irmãos, a tristeza da perda rodeava Jacó; tanta riqueza com tantas decepções.4. A restituição
José se vê num emaranhado de problemas, vendido pelos seus irmãos, preso inocentemente; mas fiel ao Deus de seu pai Jacó, em tudo José foi fiel e no tempo de Deus, depois de tanto ser provado, Deus o fez vencedor, ele foi feito governador do Egito, ali em terra estranha o filho de Jacó se torna homem honrado, próspero e poderoso sobre o Egito e dá um jeitinho de trazer sua família para junto de si, perdoou seus irmãos e deu alegria ao coração de seu velho pai Jacó o qual agora ainda que distante de Canaã teve restituído a paz, a harmonia familiar e a prosperidade. Porém, havendo-lhe eles contado todas as palavras de José, que ele lhes falara, e vendo ele os carros que José enviara para levá-lo, reviveu o espírito de Jacó seu pai. Gênesis 45:27
Conclusão
Podemos tirar desta história experiências para a nossa vida, tais como, ter um encontro marcante na vida espiritual, pensar nas coisas espirituais, esperar em Deus, vencer as luvas sem reclamar das provas e em meio às provas acreditar que Deus restituirá as bênçãos para nós. Ele é Deus, e n’Ele devemos depositar toda a nossa esperança de alegria, paz, harmonia e prosperidade; sem Deus nada destas coisas valerá, mas sendo n’Ele valerá tudo e em tudo. Sermos fiéis a Ele é o nosso alvo e assim viveremos bem ainda que no Egito.
“A nossa vida é como ponte que vindo à enchente as águas passam por cima e até faz a ponte desaparecer, mas cessando a enchente, as água baixam e a ponte esta lavada e resistente; os problemas são como essas águas, vão passar; não vão permanecer sobre nós, eles terão que irem embora sim”, com isso aprendemos a passar pelas prova e lutas desta vida, com fé em Deus que tudo vai passar e tranquilidade reinara outra vez.
Por vossa irmã em Cristo
Rosa Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário