Total de visualizações de página

Eventos Evangélicos

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Estudo de Escatologia/ As últimas coisas / Capitulo 5 / O Arrebatamento.

 

“Porque eis que passou o inverno; a chuva cessou, e se foi; aparecem às flores na terra, o tempo de cantar chega, e a voz da rola ouve-se em nossa terra. A figueira já deu os seus figos verdes, e as vides em flor exalam o seu aroma; levanta-te, meu amor, formosa minha, e vem”.  Ct. 2.11-13                                                   

Escatologia: “As últimas coisas”.
Índice     
1. Os Sinais da segunda vinda de Cristo
2.  A Salvação
3. O Inferno
4. Os Céus
5. O Arrebatamento
(clik para assistir o video antes do estudo).


1ª Tessalonicenses 4.16-17

"Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor."
O termo "arrebatamento" deriva da palavra raptus em latim, que significa " raptar, arrancar, tirar rapidamente e com força". O termo latino raptus equivale a harpazo em grego, traduzido por "arrebatado" Para os crentes significa o momento glorioso em que Jesus, na Sua volta, levar a Sua Igreja para junto de Si. O arrebatamento… ‘tirar com violência’, Jz 21.21; Sl 7.2; 52.5; 58.9; Pv 21.7; Ct 4.9; Am 4.11; Mt 13.19;  Jo 10.28; At 6.12; 8.39; 2 Co 12.2; 1 Tess 4.17; Jd 23; Ap 12.5.      “O arrebatamento não será visto pelo mundo, a não ser, instantes após, quando sentirem a falta de milhares de pessoas que verdadeiramente fazem parte da Igreja de Cristo, estando preparados para este glorioso momento”."Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor."   A ressurreição
Como pode ser isto? I Co 15. A ressurreição de Jesus dentre os mortos foi um fato atestado por testemunhas oculares que viram Jesus vivo após sua ressurreição.  O próprio Paulo o vira. Não existe outra explicação para o fenômeno da vida radicalmente transformada  de Paulo; o que lhe aconteceu na estrada de Damasco não foi um conto de carochinha, mas sim uma realidade, Jesus apareceu ao vivo e a cores para Saulo, que depois passou a ser Paulo, isto faz dele um dos homens também que viram a Jesus pessoalmente. Jesus apareceu aos apóstolos individualmente e em grupo, também apareceu aos quinhentos em uma só vê\. Segundo todas as leis das evidencias históricas, trata-se de historia verídica, Cristo existiu, existi e existira a eternamente, Heb. 13.8; Ele está vivo e esta nos vendo o tempo todo, nos protege e nos conduz ate o dia da nossa própria ressurreição, pois assim como Ele ressuscitou, também os mortos em Cristo ressuscitarão no dia do arrebatamento, 1 Co 15; 1 Tess 4.16,17. Nossa esperança é que se partirmos para a eternidade, vamos ressuscitar como Cristo ressuscitou.
Mas como ressuscitam os mortos? As sementes que plantamos parecem muito diferentes da planta que cresce do solo. Deus  misteriosamente da um corpo diferente a cada uma das sementes, 1 Co15.40,  tanto  os corpos celestes, quanto  os terrestres mostram esplendor, mas não o mesmo esplendor, 1 Co 15.41, nosso corpo ressuscitado não será idêntico ao nosso corpo atual, mas terá a forma que Deus determinar ser apropriada para ele. O corpo atual é perecível, já o corpo ressuscitado será imperecível, honrado e poderoso, embora haja uma conexão entre o corpo ressuscitado e o corpo natural, assim como há entre a planta e sua semente ambas não são semelhantes, são bem diferentes; se colocarmos duas fotos juntas, a semente do abacateiro e o a foto do abacateiro, veremos uma diferença enorme, porém vamos entender que a semente secou e germinou e dela saiu uma àrvore tão linda, quem daria tanto valor a uma simples semente de abacate, sabendo que esta é feia e vai apodrecer, porem qual valor se da a um abacateiro? Essa árvore linda veio da semente velha que morreu e não se vê falar mais naquela semente, uma semente fica preservada muitos anos para um dia ser plantada, e quando a plantamos, ela primeiro morre e depois germina, assim Deus fará com todo o ser humano, sem deixar nenhum de fora, todos os que morrerem um dia terá que nascer outra vez dentre os mortos, uns para o arrebatamento e outros para o juízo eterno, mas de todo jeito um dia terá que ressuscitar, de uma só célula, o corpo se formara outra vez, é como a semente, veio da àrvore, depois morreu e depois fez se outra àrvore, tudo o que há no planeta terra, não sai dele, ainda que vire cinza, comida de animais, esterco, um pedaço do corpo vai para o norte, o outro para a galáxia e o restante para o fundo do mar, as células sempre existirão, pois elas permanecem na terra, ou seja onde for, de todo jeito, tornara a ser formado um corpo, só que agora incorruptível, sem poder de morrer, serão corpos eternos, ou para a alegria eterna ou para a tristeza eterna.Cristo ressuscitou primeiro em um corpo glorioso, nos deixando exemplo de como devemos ressuscitar, se Ele ressuscitou também os que estiverem mortos um dia ressuscitarão. Devemos estar cheios de gratidão porque Cristo ressuscitou dos mortos, nos deu a vitória sobre todas essas coisas na nova criação, 1 Co 15.57.
O arrebatamento
1 Co 15.51 b-52, Paulo chama isto de mistério no sentido de que é algo que não foi conhecido antes e esmo agora, é conhecido apenas pelos crentes. Num instante, nosso corpo mortal e perecível será transformado em algo imperecível e imortal, v. 54; marcando o triunfo de Cristo sobre a morte. Paulo corrobora sua afirmação citando de forma ligeiramente diferente, v.55-56. Em 1 Tes. 4.14, lemos sobre a grande confissão de fé; pois se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus mediante Jesus Cristo, trará em sua companhia, os que dormem; afirma que a morte e a ressurreição de Jesus são realidades históricas inegáveis.  Essas realidades e aquilo que Deus realizou por meio delas, garantem nossa própria ressurreição futura e a ressurreição daqueles que morreram antes da volta de Cristo. Após sua ressurreição Jesus foi elevado ao céu, onde está assentado à direita do Pai. Mas Ele prometeu que voltará, Atos 1.9-11, quando o tempo chegar e a trombeta soar assinalando o retorno triunfante, os mortos em Cristo serão os primeiros a experimentar esse triunfo, pois ressuscitarão primeiro, e só depois os vivos em Cristo serão elevados juntos com eles para encontrar o Senhor nos ares; é interessante que haverá um espaço de tempo entre os que aguardam a chamada no Paraíso e os que aguardam a chamada ainda vivos;  os do Paraíso ouvirão a trombeta primeiro e no tempo de Deus, os vivos em Cristo também ouvirão. Todos os cristãos, mortos ou vivos, compartilharão do mesmo destino, regozijando-se na presença do Senhor. A certeza de que um dia estaremos para sempre com o Senhor é a máxima esperança cristã e uma fonte de conforto. Quando um crente morre, nós nos entristecemos, 1 Co 12; 26, mas somos sustentados pela esperança de ressurreição dos mortos e pela certeza de que nos encontraremos com eles naquele dia glorioso. (em parte fonte C.B.Af).  Os ensinos do apóstolo Paulo em I e II aos Tessalonicenses estão completamente de acordo com os ensinos de Jesus no monte das oliveiras, a respeito aos tempos do fim, e à manifestação da apostasia em  Mateus 24:15-18. Portanto quando virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo (quem lê, entenda), então, os que tiverem na Judéia fujam para os montes. Quem estiver nos telhados não desça para tirar alguma coisa de sua casa. Quem estiver no campo não volte atrás a buscar as suas vestes.
Acredito que todos nós já perdemos alguém nesta vida para o mundo dos mortos, e o que nos restou foi à saudade, se partiram no Senhor, temos a esperança de revê los e se partiram sem salvação, é lamentável; de algum tempo para cá, tive muita experiência familiar quanto a isso, à seis anos atrás, eu estava ministrando em um circulo de oração, num sábado pela manhã, na igreja em que a minha irmã mais velha congregava, e por sinal nesta época ela era líder do circulo de oração e estava fiel no Senhor, quando chamei todos para fazermos um circulo na frente do altar, e ali pegamos nas mãos, uns dos outros, fechando um grande circulo, o Senhor naquela hora, pela sua infinita graça, me revelou que ia colher em breve uma rosa naquele jardim, e então entreguei o recado, mas o Senhor não me dissera quem era, e alguns dias depois, às sete horas da manhã, acordei com um ser alto, próximo a minha cama, era um anjo do Senhor, então ele me disse: Rosa, dobre os seus joelhos por uma hora e clame ao Pai, para consolar a tua família. Foi o que eu fiz naquela hora, chorei e clamei para o consolo de toda minha família, passados algumas horas, fomos avisados da morte de minha irmã mais velha, a qual era a líder daquele circulo de oração, então todos testemunharam que a rosa que Deus ia colher era ela, e justamente ela que estava segurando na minha mão naquela manha de sábado, aquela perda, nos trouxe saudade, mas o melhor de tudo, ´q que ficamos alegres com o Senhor, esperançosos de que um dia iremos revela na glória, cantamos a noite inteira, agradecendo a Deus, porque Ele nos trouxe consolo. Uma outra experiência que tive foi a respeito da perda de minha mãe, serva do Senhor a cinquenta e três anos, criou todos os filhos nos caminhos do Senhor, não viu nenhum de sua geração, nas drogas, no roubo, na prostituição ou outra coisa parecida, mas viu seus filhos fazendo a obra de Deus, fracos financeiramente, com lutas, mas cheios do Espírito Santo, viu a morte da filha mais velha, e na hora que recebeu a noticia, ela disse: O Senhor me deu e o Senhor a tirou, Bendito seja o nome do Senhor; agora com oitenta e dois anos, pude presenciar sua morte, enquanto o Samur não chegava, sentei junto a ela e do outro lado uma de minhas irmãs, e ela ficando sem ar, senti a presença de anjos chegando para leva La, então falei para ela: mãe, os anjos do Senhor, estão aqui para levar a senhora para o Paraíso, ela olhou e sorriu, então abracei ela fortemente e comecei a cantar o hino, Mais perto quero estar, da harpa cristã, e ela partiu para o Senhor, e quando os paramédicos chegaram nós já havíamos despedido dela e deitado ela no sofá, e eles certificaram o óbito, lembro que um dos médico perguntou: O que vocês são dela? E eu respondi: somos filhas; então ele disse: que bom que vocês estão bem. Deus havia falado comigo na noite anterior algo para confortar meu coração e a respeito do minha chamada, e no outro dia amanheci cheinha de Deus, e consagrei até às quinze horas e estive com ela e encerrei o jejum, então fui para minha casa e algumas horas depois, veio o falecimento, no culto fúnebre Deus nos deu a oportunidade de falar do amor de Cristo e a falei também a respeito do arrebatamento, como Deus é maravilhoso e nos confortou naquela perda. Depois de um ano certinho, encontramos meu pai, morto, com a Bíblia do lado, Deus o havia colhido aos oitenta e oito anos, com fé e crente no Senhor, no dia seguinte quando eu estava ministrando em uma outra cidade, Deus me mostrou o sobrenatural o qual ainda não havia tido tal experiência, falou comigo audivelmente por duas vezes e todas as irmãs que estavam no carro comigo também ouviram aquela voz em plena rodovia; e ali sete almas se renderam a Cristo, Deus nos consolou com a certeza de que um dia iremos revê lós na glória do Povir.
O arrebatamento está prestes a acontecer., Oh, Glória!
Sua irmã em Cristo Rosa Dias


(62) 9188 2681 
Face book. Rosa Dias dos Anjos Carvalho



Nenhum comentário:

Postar um comentário