Total de visualizações de página

Eventos Evangélicos

sábado, 8 de fevereiro de 2014

“As maravilhosas obras do Deus Criador”


Introdução
O salmo 104 nos lembra como as obras de Deus são grandiosas; este magnífico hino de louvor ao Criador se refere repetidamente a Gênesis capitulo um, ao mostrar como Deus criou o mundo.
Tópicos
1. V.1-4 Deus e as forças da natureza.
2. V. 5-9 A criação da terra e do mar.
3. V. 10-18 O cuidado de Deus com os seres vivos
4. V. 19-23 O sol e a lua
5. V. 24-30 O cuidado de Deus com as criaturas marinhas.
6. V. 31-35 Deus seja louvado!
1. V.1-4 Deus e as forças da natureza
Bendize, ó minha alma, ao SENHOR! SENHOR Deus meu, tu és magnificentíssimo; estás vestido de glória e de majestade.
Ele se cobre de luz como de um vestido, estende os céus como uma cortina.
Põe nas águas as vigas das suas câmaras; faz das nuvens o seu carro, anda sobre as asas do vento.
Faz dos seus anjos espíritos, dos seus ministros um fogo abrasador.
Salmos 104:1-4
O salmista convida a si mesmo para louvar ao Senhor; ele fica maravilhado diante da glória e majestade de Deus e convida a sua alma agora a adorar a Deus na sua grandeza.
Ele descreve essas grandezas como se fossem vestes e retrata a imagem do Senhor, como se ele vestisse com um magnífico manto de luz, como se a luz fosse um manto real. Isso da ênfase a luz que dissipou as trevas, o mundo estava escuro e a luz clareou os homens, e estes foram achados, pois sob eles resplandeceu a luz, a luz é Jesus e esta a brilhar sob o seu povo.
Os céus é a morada de Deus, de onde ele controla o universo, ele faz do céu uma cortina em suas mãos; aqui vemos a superioridade do Criador sobre a criação; uma mulher quando vai lavar a cortina de sua sala, fica dias planejando, até que remove a cortina do lugar, lava, põe para secar, depois recolhe, passa e enfim monta ela outra vez, agora só daqui alguns meses para fazer tal coisa, pois é muito trabalhoso,; Deus contudo enrola o céu com suas mãos fazendo dele uma cortina, pinta ele de estrelas e camufla com nuvens; guarda água em reservatório lá em cima e só quando resolve é que torce as nuvens e ela então molha a terra, Ele firma sua morada no altíssimo céu sobre nuvens carregadas e quando quer, faz das nuvem seu carro e voa sobre as asas do vento, são metáforas que o salmista nos leva a entender a grandeza do Criador.
O rei é maior do que qualquer rei e seu palácio é, superior a qualquer palácio da terra; o vento ele põe por mensageiro, quantas vezes o vento avisa a humanidade com tempestades e tsunames, são verdadeiros mensageiros de Deus. Ciclones, tempestades tropicais, trovões, raios, redemoinhos e outros tantos são todos mensageiros de Deus à humanidade, Ele usa a natureza para trazer recados aos homens, assim como também faz dos anjos espíritos e dos seus ministros fogo abrasador.

2. V. 5-9 A criação da terra e do mar.
 Lançou os fundamentos da terra; ela não vacilará em tempo algum.
Tu a cobriste com o abismo, como com um vestido; as águas estavam sobre os montes.
À tua repreensão fugiram; à voz do teu trovão se apressaram.
Subiram aos montes, desceram aos vales, até ao lugar que para elas fundaste.
Termo lhes puseste, que não ultrapassarão, para que não tornem mais a cobrir a terra. 
Salmos 104:5-9
Depois de descrever a onipotência de Deus sobre a natureza, o salmista fala da criação da terra e do mar; Deus firmou a terra no nada, fez com que todos os planetas girassem em seu curso, mesmo a terra em movimento, da um parecer que ela esta firmada sobre fundamentos (Jó 30.4-11).
A terra na sua criação, foi coberta por águas (Gn 1.2,6,8), Deus ordenou que as águas retrocedessem a fim de formar oceanos, lagos, rios e determinou seus limites para que não invadisse a porção seca; quando isto acontece como tsunamis é ordem de Deus sob as água. Deus é o Todo Poderoso.

3. V. 10-18 O cuidado de Deus com os seres vivos
Tu, que fazes sair às fontes nos vales, as quais correm entre os montes.
Dão de beber a todo o animal do campo; os jumentos monteses matam a sua sede.
Junto delas as aves do céu terão a sua habitação, cantando entre os ramos.
Ele rega os montes desde as suas câmaras; a terra farta-se do fruto das suas obras.
Faz crescer a erva para o gado, e a verdura para o serviço do homem, para fazer sair da terra o pão,
E o vinho que alegra o coração do homem, e o azeite que faz reluzir o seu rosto, e o pão que fortalece o coração do homem.
As árvores do Senhor fartam-se de seiva, os cedros do Líbano que ele plantou,
Onde as aves se aninham; quanto à cegonha, a sua casa é nas faias.
Os altos montes são para as cabras monteses, e os rochedos são refúgio para os coelhos. 
Salmos 104:10-18
Deus não se preocupa somente com os seres humanos, Ele também se preocupa com a fauna e a flora, ele é o Criador de tudo e se importa com tudo, para os animais domesticados, nós damos água e alimento, mais e quem dá de beber e comer aos animais selvagens? Deus, sim Ele os alimenta e da de beber, ele providencia a água para eles; mais não é só isso, Deus também cuida da flora, Ele rega a terra para que as plantas vivam, pois o homem precisa delas, assim como também os animais, os pássaros e as cabras.
Ele fez os montes altos e reuniu neles vários animais como as cabras da montanha. Deus é generoso e concede dádivas a toda criação.
Acaso existe um outro deus que criou essas coisas? Não. sabem porquê? É porque só existe um Deus verdadeiro, o Deus que tudo criou.
 4. V. 19-23 O sol e a lua
Designou a lua para as estações; o sol conhece o seu ocaso.
Ordenas a escuridão, e faz-se noite, na qual saem todos os animais da selva.
Os leõezinhos bramam pela presa, e de Deus buscam o seu sustento.
Nasce o sol e logo se acolhem, e se deitam nos seus covis.
Então sai o homem à sua obra e ao seu trabalho, até à tarde.
Salmos 104:19-23
O Deus Criador é magnífico, fez num estalar de dedos o sol e a lua, assim deu ao homem o dia para trabalhar e a noite para descansar em seu sono; Deus sabia que o homem precisava da noite; como Ele nos ama, pensou tanto em nós; até para os animais deu descanso.
O melhor de tudo é saber que esse Deus tão poderoso também mora dentro de nós, lá do seu trono Ele nos vê, como Ele é Poderoso.

5. V. 24-30 O cuidado de Deus com as criaturas marinhas.
Ó Senhor, quão variadas são as tuas obras! Todas as coisas fizeste com sabedoria; cheia está a terra das tuas riquezas.
Assim é este mar grande e muito espaçoso, onde há seres sem número, animais pequenos e grandes.
Ali andam os navios; e o leviatã que formaste para nele folgar.
Todos esperam de ti, que lhes dês o seu sustento em tempo oportuno.
Dando-lho tu, eles o recolhem; abres a tua mão, e se enchem de bens.
Escondes o teu rosto, e ficam perturbados; se lhes tiras o fôlego, morrem, e voltam para o seu pó.
Envias o teu Espírito, e são criados, e assim renovas a face da terra.
Salmos 104:24-30
Deus tem variedades em suas obras, Ele cuida dos animais marinhos, fornece alimento para eles. Todas as criaturas de Deus, esperam dele o alimento a seu tempo; Deus prove o alimento para cada um, conforme a sua espécie. O controle de Deus sobre a vida é total, Ele a sustenta e pode tira La ou remove La. Esse Deus é onipotente e não a limites de poder para ele.
 6. V. 31-35 Deus seja louvado!
A glória do Senhor durará para sempre; o Senhor se alegrará nas suas obras.
Olhando ele para a terra, ela treme; tocando nos montes, logo fumegam.
Cantarei ao Senhor enquanto eu viver; cantarei louvores ao meu Deus, enquanto eu tiver existência.
A minha meditação acerca dele será suave; eu me alegrarei no Senhor.
Desapareçam da terra os pecadores, e os ímpios não sejam mais. Bendize, ó minha alma, ao Senhor. Louvai ao Senhor. 
Salmos 104:31-35
O salmo termina em tom crescente de louvor; tudo o que ele criou pode morrer, mas a sua floria permanece para sempre. O salmista lembra a imensidão de Deus com seu poder, nos terremotos e vulcões, mas ao mesmo tempo arruma um lugarzinho para a pequena ave procriar. Seguimos pois,  então como o salmista, cantando e louvando a Deus. (em parte C.B.A).
Por vossa irmã em Cristo



Rosa Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário