Total de visualizações de página

Só Jesus Cristo salva!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

As últimas coisas/Cap.21/A Grande Prostituta assentada sobre a Besta/Apocalipse 17.

“Porque eis que passou o inverno; a chuva cessou, e se foi; aparecem às flores na terra, o tempo de cantar chega, e a voz da rola ouve-se em nossa terra. A figueira já deu os seus figos verdes, e as vides em flor exalam o seu aroma; levanta-te, meu amor, formosa minha, e vem”.  Ct. 2.11-13                                                     
Escatologia: “As últimas coisas”, estudo no livro do apocalipse.
Índice   

01. Os Sinais da segunda vinda de Cristo
02.  A Salvação
03. O Inferno
04. Os Céus
05. O Arrebatamento
06. O Bema de Cristo
07. As Bodas do Cordeiro

08. O que está acontecendo no mundo por aí?

09. A visão do Céu  

10. A Grande Tribulação
11.  Os 144.000 e a Grande Multidão
12. O Sétimo selo - o silêncio no céu
13. A quinta trombeta e o primeiro Ai
14. O Livrinho
15. O Santuário é medido/ As duas testemunhas/A sétima trombeta.
16. A Mulher e o Dragão

17. As duas bestas e o 666 

18. O Cordeiro e os seus remidos no monte Sião
19.  O Cântico dos Vencedores

20. As sete taças
21. A Grande Prostituta assentada sobre a Besta 

O capitulo 17 de Apocalipse fornece mais informações e com mais detalhes, a respeito do sistema religioso chamado Mistério: Babilônia a Grande (v.5; 14.8). A grande prostituta trata-se da Babilônia religiosa, e abrange todas as religiões falsas, inclusive o cristianismo apóstata. Na Bíblia os termos prostituição e adultério, quando empregados figura mente, Normalmente denotam apostasia religiosa e infidelidade a Deus (Is 1.21; Jr 3.9; Ez 16.14-19; Tg 4.4) e significam um povo que professa servir a Deus enquanto, na realidade adora e serve a outros deuses. Note o nítido contraste entre a grande prostituta e a esposa do Cordeiro (19.7,8). A prostituta é súdita de Satanás e a esposa é súdita de Cristo. Satanás veste a prostituta (v.4), Deus veste a esposa do Cordeiro (v.19.8); a morte eterna é a porção da prostituta, a Glória eterna é o destino da esposa do Cordeiro.
1E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo-me: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas;  2Com a qual fornicaram os reis da terra; e os que habitam na terra se embebedaram com o vinho da sua fornicação.  A Grande Prostituta (v.1) que esta sentada sobre muitas águas é o sistema religioso ecumênico criado durante a Tribulação e que é comandado pelo falso profeta (que recebe seu poder da parte de Satanás), seu nome é Mistério: Babilônia a Grande (v.5); as muitas águas são a multidão de pessoas enganadas e levadas ao adultério espiritual por essa religião mundana, que exige a adoração do anticristo, em vez do único Cristo Verdadeiro. O anjo deixa claro esse fato no versículo 15. (tenha em mente que a igreja verdadeira, composta pelos que aceitaram Cristo como seu Senhor e Salvador, será tirada da terra, antes da Grande Tribulação (4.1).
A falsa religião (a grande prostituta) rejeitara o evangelho de Cristo e dos apóstolos, o poder da piedade (2 Tm 3.5; 4.3; Mt 24.24). Ela se alinhará com os poderes e a filosofia de Babilônia; o estilo de vida do mundo com a sua imoralidade. Os poderes políticos e religiosos se unirão para apoderar se do controle espiritual das nações. Seus lideres perseguirão os verdadeiros seguidores de Cristo. Ela será uma mistura de religiões e credos, sem preocupação com a doutrina Bíblica; seu principal interesse estará na conquista das massas e na adoração dos seus sistemas, valores e objetivos religiosos. Ela se tornará moradia de demônios, e abrigo de todo espírito imundo (Is 47.12,13). Todos os verdadeiros crentes da época terão que sair da Babilônia, para que não sejam condenados com ela. Deus fará com que o anticristo a destrua (fonte Bíblia do ensino pentecostal).
3E levou-me em espírito a um deserto, e vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres. 4 E a mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada com ouro, e pedras preciosas e pérolas; e tinha na sua mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua fornicação; 5E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra. Ela (o falso profeta e a totalidade do sistema religioso ímpio) está montada numa besta escarlate (o anticristo), que possui sete cabeças e dez chifres e esta coberta de nomes blasfemos (v.3); lembre se que Satanás é o poder por trás das duas bestas e que elas trabalham em parceria, João explica a visão da besta-cordeiro que exercia toda a autoridade da primeira besta, em nome dela e fazia a terra e os seus habitantes adorarem a primeira besta. A mulher que representa o falso profeta e seu sistema religioso idólatra, esta vestida de púrpura e de escarlate e adornada com joias preciosas, o pagamento de sua prostituição (v.4). A púrpura e o escarlate são frequentemente usados pelos governantes e pelos líderes religiosos e as joias preciosas provavelmente representam as riquezas que a falsa religião ira coletar e repassar aos falsos profetas em seu beneficio. Ela segura na mão um cálice de ouro, cheio de coisas abomináveis e esta embriagada com o sangue dos santos (v.5,6), (fonte Manual de Halley).
Esse cálice é externamente atraente, revela a condição espiritual da igreja apostata dos últimos dias (Mt 23.27,28), um cristianismo pervertido, que ensina aos seus adeptos a prática da imoralidade e ao mesmo tempo lhe diz que são aceitos por Deus.
O nome Babilônia significa Babel, simboliza a religião falsa, a feitiçaria, a astrologia e a rebelião contra Deus (Gn 10.8-10; 11.4; Is 47.13). Naqueles dias a religião falsa aliada ao sistema político mundial perseguira  a todos os que verdadeiramente seguem Cristo e a fé Bíblica.
A natureza da besta é explicada em 17.7,8; em seguida as das sete cabeças em 17.9-11 e dos dez chifres é esclarecido em 17.12-14. O significado das águas é esclarecido em 17.15 e o da mulher em 17.18.
6E vi que a mulher estava embriagada do sangue dos santos, e do sangue das testemunhas de Jesus. E, vendo-a eu, maravilhei-me com grande admiração.                          7E o anjo me disse: Por que te admiras? Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a traz, a qual tem sete cabeças e dez chifres.                                                           8A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, ainda que é.  9Aqui o sentido, que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada.         10E são também sete reis; cinco já caíram, e um existe; outro ainda não é vindo; e, quando vier, convém que dure um pouco de tempo.11E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição. 12E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta.
Presumimos ser o anticristo uma pessoa que já viveu em algum tempo da história, mas que agora esta morta e que no futuro subirá do abismo permanecendo na terra (v.8).
As sete cabeças são sete reis ou reinos dos quais cinco já caíram (v.10); tratam-se de impérios mundiais; os cinco reinos que já caíram foram: Egípcio, Assírio, Babilônio, Persa e Grego e o sexto e o sétimo referem-se ao império romano antigo, que muito tempo atrás perdeu seu lugar de império mundial, cremos que está adormecido, esse império nunca foi conquistado por ninguém, somente adormeceu e será revivificado. Roma esta contruida sobre sete colinas: Aventina, Celiana, Capitolina, Esquilina, Palatina, Quirinal e Viminal.
 
A besta que era e agora não é, é o oitavo rei; era originariamente o sétimo rei, mas morreu e foi trazido de volta com o oitavo rei; a besta, o anticristo será o derradeiro império mundial; é um dos sete, mas também é o oitavo; Esse pode significar que pertence ao mesmo sistema mundano, que pertenciam os sete primeiros, mas que não faz parte daquele grupo.
 
O anticristo será destruído no final da grande tribulação;  por uma hora” entendemos que esse tempo é de três anos e meio finais da grande tribulação, entendemos que o anticristo desarraigara três dos reis originais e os substituirá, é possível que esses três reis  não quiseram entregar a ele seu poder e riquezas.
13Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. 14Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados, e eleitos, e fiéis. 15E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas. 16E os dez chifres que viste na besta são os que odiarào a prostituta, e a colocarão desolada e nua, e comerão a sua carne, e a queimarão no fogo.  17Porque Deus tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma idéia, e que dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus.                                                                                             Os versículos acima enfatizam a destruição da Babilônia religiosa pela Babilônia política. O que se pode concluir imediatamente com isso é que o anticristo não se contentará com o poder político somente, mas também quererá receber toda e qualquer forma de adoração da população mundial, confirmando o que está escrito a respeito de seu caráter em 2 Tessalonicenses 2:4:
Portanto, a destruição total da Babilônia ocorrerá em dois tempos:
O próprio anticristo destrói a Babilônia religiosa, fundindo-a, à Babilônia política, que estabelecerá uma imagem de si mesmo no templo e exigirá adoração. Dn.7.8,25;11.31,36; Mt24.15; Apoc.13.4-15; 14.19; 16.2; 2 Tess.2.3,4; Mc.13.14.
Deus finalmente destrói totalmente a Babilônia política eliminando-a para sempre.
Ela é uma cidade construída sobre sete colinas. Isso elimina especificamente a antiga Babilônia. Só uma cidade com mais de 2.000 anos tem sido conhecida como a cidade das sete colinas.                                                     
Essa cidade é Roma. A Enciclopédia Católica declara: “É dentro da cidade de Roma, chamada a cidade das sete colinas,  que a área completa do Vaticano está agora confinada”.
Em outras palavras, a junção da mulher com a besta em Apocalipse 17:1-6 significa que a Babilônia juntará poderes religiosos e políticos para controlar a população mundial durante a Tribulação.
Tanto para a Babilônia política como para a religiosa, Deus promete o Seu juízo e destruição.
18E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra.
A Babilônia será uma cidade futura onde o anticristo estabelecerá seu quartel general; talvez se trate da cidade antiga da Babilônia reconstruída ou de uma cidade já existente na região, tal como Bagdá. Alguns acham que a referida cidade será a capital do Império Romano, revivificado.
Muitos sinais hoje sugerem que o governo do nosso mundo esta se tornando cada vez mais globalizado. Muitas igrejas deixam Cristo fora do centro de seus ensinos e garantem aos adeptos que basta viver honestamente para chegar ao céu; porém mesmo sendo 100% honesto, sem Cristo ninguém verá a Deus. A tecnologia cresce desenfreada e a imoralidade sexual esta crescendo cada vez mais; pessoas são levadas a acreditarem em idolatrias cada vez mais e criam deuses dentro de si mesmo; a abstinência do sexo antes do casamento torna comum ate dentro das igrejas. Certamente, o tempo determinado já está próximo. Jesus breve virá!  
?
       
 
Sua irmã em Cristo Rosa Dias


 rosadiasac@hotmail.com / rosasadias_69@hotmail.com
 (62) 9188 2681   

Face book. Rosa Dias dos Anjos Carvalho
Obs: Para ir para qualquer um dos assuntos do índice ou mesmo outro tema, clique no final de cada pagina vista ¨postagem antiga¨e assim você verá todas as postagens deste blog página por página. Ou então copia o assunto do índice ou tema e cola em ¨pesquisar este blog" e clique em pesquisar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário