Total de visualizações de página

Eventos Evangélicos

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Contemplando a Glória de Deus / Ezequiel 1.

(leia na sua Bíblia todo o capitulo 1 de Ezequiel).
Introdução
E aconteceu no trigésimo ano, no quarto mês, no quinto dia do mês, que estando eu no meio dos cativos, junto ao rio Quebar, se abriram os céus, e eu tive visões de Deus. Ezequiel 1:1
Ezequiel foi um dos poucos a ter uma visão do céu e continuar vivo. Ele ficou pasmado com o que viu; ficou atônito por sete dias; só depois foi levantado para o seu grande ministério.
1. A visão.
Olhei, e eis que um vento tempestuoso vinha do norte, uma grande nuvem, com um fogo revolvendo-se nela, e um resplendor ao redor, e no meio dela havia uma coisa, como de cor de âmbar, que saía do meio do fogo.
E do meio dela saía a semelhança de quatro seres viventes. E esta era a sua aparência: tinham a semelhança de homem.
E cada um tinha quatro rostos, como também cada um deles quatro asas.
Ezequiel 1:4-6
Ele estava acordado quando teve essa visão, provavelmente orando, tendo uma comunhão maravilhosa com Deus.
A. O céu se abriu
Ele viu o céu se abrir e do norte vinha uma nuvem tempestuosa e dela saia fogo, um barulho de dar medo, raios, fogo e brilho. Quando mais se aproximava para perto dele, mais ia ficando nítido a visão. Quando chegou mais perto ele viu no centro da nuvem algo como que de metal incandescente, brilhava muito e saia de dentro do fogo.
B. Os quatro seres viventes
A nuvem chegou mais perto e La estava quatro seres viventes, E, quanto à semelhança dos seres viventes, o seu aspecto era como ardentes brasas de fogo, com uma aparência de lâmpadas; o fogo subia e descia por entre os seres viventes, e o fogo resplandecia, e do fogo saíam relâmpagos;
E os seres viventes corriam, e voltavam, à semelhança de um clarão de relâmpago.
Ezequiel 1:13-14, com quatro rostos cada o rosto de homem, de boi, de leão e de águia, eram como brasas ardentes e ziguezagueavam de um lado para outro e fogo subia e descia por entre eles e era como o clarão de relâmpago e todo o movimento era pelo Espírito de Deus.
C. As quatro rodas
Havia quatro rodas grandes, E vi os seres viventes; e eis que havia uma roda sobre a terra junto aos seres viventes, uma para cada um dos quatro rostos.
O aspecto das rodas, e a obra delas, era como a cor de berilo; e as quatro tinham uma mesma semelhança; e o seu aspecto, e a sua obra, era como se estivera uma roda no meio de outra roda.
Andando elas, andavam pelos seus quatro lados; não se viravam quando andavam.
E os seus aros eram tão altos, que faziam medo; e estas quatro tinham as suas cambotas cheias de olhos ao redor.
E, andando os seres viventes, andavam as rodas ao lado deles; e, elevando-se os seres viventes da terra, elevavam-se também as rodas.
Para onde o espírito queria ir, eles iam; para onde o espírito tinha de ir; e as rodas se elevavam defronte deles, porque o espírito do ser vivente estava nas rodas.
Andando eles, andavam elas e, parando eles, paravam elas e, elevando-se eles da terra, elevavam-se também as rodas defronte deles; porque o espírito do ser vivente estava nas rodas.
Ezequiel 1:15-21, como se outras rodas estivessem dentro delas e tinha olhos e movimentavam conforme o Espírito de Deus ordenasse; elas resplandeciam; Todo esse movimento fazia um forte barulho, como de muitas águas e como de uma grande exercito marchando. Ezequiel teve medo.
D. O trono
De repente cessou todo o barulho e lá estava um magnífico trono,  E por cima do firmamento, que estava por cima das suas cabeças, havia algo semelhante a um trono que parecia de pedra de safira; e sobre esta espécie de trono havia uma figura semelhante a de um homem, na parte de cima, sobre ele.
E vi-a como a cor de âmbar, como a aparência do fogo pelo interior dele ao redor, desde o aspecto dos seus lombos, e daí para cima; e, desde o aspecto dos seus lombos e daí para baixo, vi como a semelhança de fogo, e um resplendor ao redor dele.
Como o aspecto do arco que aparece na nuvem no dia da chuva, assim era o aspecto do resplendor em redor. Este era o aspecto da semelhança da glória do Senhor; e, vendo isto, caí sobre o meu rosto, e ouvi a voz de quem falava.
Ezequiel 1:26-28. Parecia que era de pedra de safira )azul) e no meio estava a Glória de Deus em forma de fogo e tinha o resplendor como de um arco Iris resplandecente.
2. A explicação da visão
Toda essa visão é simbólica; é uma representação no mundo espiritual invisível.
·       A nuvem tempestuosa vinda do norte: julgamento divino sobre Jerusalém. (assim como a nuvem veio do norte; o exercito Babilônico procedeu do norte).
·       O fogo que resplandecia na visão: Deus fará justiça.
·       A semelhança de um trono que parecia pedra de safira: A Santidade de Deus.
·       As rodas com os olhos: A soberania de Deus; Ele é Onipresente, Oniciente e Onipotente; nada foge da sua visão, tudo Ele vê, tudo sabe e sua presença esta em todo canto.
·       A semelhança do arco Iris: Deus é misericordioso e fiel; lembra a aliança de Deus com o homem no dilúvio.
·       O numero quatro em evidencia: 4 seres viventes com 4 rostos, com 4 asas voltados para 4 direções: representa que Deus vigia os quatro cantos da terra sobre todos ainda que sejam poderosos.
·       O rosto do homem: o mais poderoso dos seres viventes na terra. O rosto do leão: o mais poderoso dos animais da selvagem. O rosto do boi: o mais poderoso dos animais domestico e o rosto da águia: a mais poderosa das aves.
A quem interpreta:
O rosto do homem: Segundo o evangelho de Lucas; Jesus veio para salvar humanidade (animais não tem alma por isso não põem pecar); sem ele não teríamos a menor chance de salvação. Estávamos condenados ao fogo do inferno, jogados na lama, pesado de imundícia, sendo escravos do diabo; mas o Messias veio e pagou um autopreço por nós, derramando seu sangue inocente na cruz do calvário, dando-nos o direito de sermos herdeiros do céu, ele levou os nossos pecados, esses pesaram sobre ele, foi fardo para ele e nos deu o direito de arrepender-se diante dele e receber o seu perdão. Ele veio buscar o que estava perdido, Lucas 19.10.
O rosto do boi: Segundo o evangelho de Marcos; Jesus veio e levou sobre si todas as nossas enfermidades. Ele é o médico que cura; assim como o boi carrega o peso do seu carro cheio de bagagem, assim como ele carrega a canga pesada e não reclama, assim Jesus  quem carrega o fardo pesado, ele foi o servo sofredor, não tinha formosura nenhuma, sobre as suas pisaduras fomos sarados. Jamais daríamos conta de carregar um fardo tão pesado de tantas lutas e tribulações, mais ele diz: vinde a mim todos vos que estais cansados e oprimidos e vos aliviarei.
O rosto do leão: Segundo o evangelho de João, Jesus é o batizar com o Espírito Santo; só mesmo um poder tão forte para batizar alguém, ainda que seja a pessoa mais rica da face da terra e oferecer toda sua fortuna em troca do batismo com o Espírito Santo de maneira alguma vai receber; pois esse batismo é enviado pelo Leão Poderoso da tribo de Judá e ele o dá de graça somente a quem ele quer e estes são os que dele nasce.
O rosto da águia: Segundo o evangelho de Mateus, Jesus é o rei que voltara. Jesus subiu aos céus, mas antes prometeu que voltaria para buscar os que eram seus. Essa promessa esta as portas, ele esta voltando, a sua vinda se aproxima, Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
1 Coríntios 15:51-52
Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
1 Tessalonicenses 4:16-17
Conclusão
No meio da Glória de Deus, Ezequiel ouviu uma voz que saiu do meio daquela visão e era Deus que chamava ele para um grande ministério: E disse-me: Filho do homem, põe-te em pé, e falarei contigo.
Então entrou em mim o Espírito, quando ele falava comigo, e me pôs em pé, e ouvi o que me falava.
Ezequiel 2:1-2.
Observamos que antes de Ezequiel enfrentar o grande ministério, ele teve um encontro muito forte com Deus, ele provou uma forte experiência sobrenatural, ele tinha algo grande da parte de Deus. Pessoas chamadas para o ministério da palavra sempre tem algo sobrenatural da parte de Deus para contar. Ele não vê a gloria de Deus, na verdade ele vive na Glória de Deus, o tempo todo tem algo forte lhe acontecendo; é uma cura ministrada, é uma pregação eloquente, enfim, algo sobrenatural sempre lhe acontece e ao invés de sair contando experiência dos outros pregadores, ele conta as suas próprias experiências com Deus. Ele vive na Glória de Deus!
Agora minha pergunta é: Até onde vai o nosso desejo de ver e viver a Glória de Deus? Seria essa gloria coletiva ou individual para nós? As visões de Deus é em nós ou no próximo? Somos colecionadores do sobrenatural de Deus ou o próximo é que tem acesso a essa Glória?
Como viver nessa Glória? Tendo uma vida de fidelidade, santidade diante de Deus; vivendo a renuncia de todo dia, enfim vivendo para Deus. Lembra de Eliseu? Voltou, pois, de o seguir, e tomou a junta de bois, e os matou, e com os aparelhos dos bois cozeu as carnes, e as deu ao povo, e comeram; então se levantou e seguiu a Elias, e o servia. 1 Reis 19:21. Esse aí qeuimou as tralhas, matou bois, despedindo de todo o embaraço que lhe pegaria de volta a velha vida. Não quis ficar em Gilgal, nem em Betel e nem em Jericó, ele queria mesmo era ver a Glória de Deus manifesta em sua vida,  sucedeu que, quando o SENHOR estava para elevar a Elias num redemoinho ao céu, Elias partiu de Gilgal com Eliseu.
E disse Elias a Eliseu: Fica-te aqui, porque o Senhor me enviou a Betel. Porém Eliseu disse: Vive o Senhor, e vive a tua alma, que não te deixarei. E assim foram a Betel.
Então os filhos dos profetas que estavam em Betel saíram ao encontro de Eliseu, e lhe disseram: Sabes que o SENHOR hoje tomará o teu senhor por sobre a tua cabeça? E ele disse: Também eu bem o sei; calai-vos.
E Elias lhe disse: Eliseu, fica-te aqui, porque o Senhor me enviou a Jericó. Porém ele disse: Vive o Senhor, e vive a tua alma, que não te deixarei. E assim foram a Jericó.
Então os filhos dos profetas que estavam em Jericó se chegaram a Eliseu, e lhe disseram: Sabes que o SENHOR hoje tomará o teu senhor por sobre a tua cabeça? E ele disse: Também eu bem o sei; calai-vos.
E Elias disse: Fica-te aqui, porque o Senhor me enviou ao Jordão. Mas ele disse: Vive o Senhor, e vive a tua alma, que não te deixarei. E assim ambos foram juntos.
E foram cinqüenta homens dos filhos dos profetas, e pararam defronte deles, de longe: e assim ambos pararam junto ao Jordão.
Então Elias tomou a sua capa e a dobrou, e feriu as águas, as quais se dividiram para os dois lados; e passaram ambos em seco.
¶ Sucedeu que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim.
E disse: Coisa difícil pediste; se me vires quando for tomado de ti, assim se te fará, porém, se não, não se fará.
2 Reis 2:1-10 a.
Vamos despertarmos a cada dia mais a ganharmos almas ao Senhor? Só de fazer esse sermão já sinto a presença de Deus envolvendo a minha vida com o forte desejo ardente de cada dia pregar mais e obter novas experiências com Deus. Eu amo o meu Senhor.

Por vossa irmã em Cristo Rosa Dias


Nenhum comentário:

Postar um comentário