Total de visualizações de página

Só Jesus Cristo salva!

terça-feira, 15 de abril de 2014

“A importância de ofertar” II Cor 9.6-11

6. E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.
7. Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.
8. E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra;        9. Conforme está escrito:Espalhou, deu aos pobres;a sua justiça permanece para sempre.
10. Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça;
11. Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se deem graças a Deus.

Introdução
No capitulo anterior, Paulo fala do exemplo dos irmãos da Macedônia (ou seja as igrejas em Filipos, Tessalônica e Beréia); as quais ele fundou em sua segunda viagem missionária, (Como em muita prova de tribulação houve abundância do seu gozo, e como a sua profunda pobreza abundou em riquezas da sua generosidade.
Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente.
2 Coríntios 8:2-3)

A presteza com que essas igrejas ofertaram confirma que nem sempre os mais fiéis no sustento da obra de Deus são os mais ricos aos olhos do mundo. Essas comunidades da Macedônia, eram pobres e haviam passado por tribulações severas (Porque vós, irmãos, haveis sido feitos imitadores das igrejas de Deus que na Judéia estão em Jesus Cristo; porquanto também padecestes de vossos próprios concidadãos o mesmo que os judeus lhes fizeram a eles, Os quais também mataram o Senhor Jesus e os seus próprios profetas, e nos têm perseguido; e não agradam a Deus, e são contrários a todos os homens, 1 Tessalonicenses 2:14 e 15; Para que ninguém se comova por estas tribulações; porque vós mesmos sabeis que para isto fomos ordenados,
Pois, estando ainda convosco, vos predizíamos que havíamos de ser afligidos, como sucedeu, e vós o sabeis.
Portanto, não podendo eu também esperar mais, mandei-o saber da vossa fé, temendo que o tentador vos tentasse, e o nosso trabalho viesse a ser inútil.
1 Tessalonicenses 3:3-5). Portanto desejavam participar do auxilio aos cristãos necessitados em Jerusalém. Os macedônios contribuíram na medida de suas poses e mesmo acima delas e pediram para ter a graça de participar da assistência aos santos. Eles deram de si mesmos primeiro ao Senhor; eles próprios e os seus bens, (E não somente fizeram como nós esperávamos, mas a si mesmos se deram primeiramente ao Senhor, e depois a nós, pela vontade de Deus. 2 Coríntios 8:5).
Depois de falar do grande exemplo da generosidade dos macedônios, Paulo se volta para os coríntios e pede a eles que demonstrem nas ofertas a mesma excelência que são em outras áreas. Paulo não obriga a ninguém que contribuam; mas sim que provam o seu amor pela obra de Deus. Paulo incentiva Tito a prosseguir e completar esta graça da parte dos coríntios; Tito com alegria se incumbi dessa missão. Paulo tomou todas as precauções para  o desempenho da coleta que seria enviada a Jerusalém. Depois de tratar das providencias para coletas as ofertas, Paulo notifica aos coríntios das bênçãos para os que ofertam de bom grado, com grande alegria.
Capitulo 9
1. O que muito semeia, muito colhe.
6. E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.
Para Deus não é o valor da oferta e sim o valor da intenção do coração; Deus sonda o coração do ofertante se foi com prazer, com gratidão, com alegria, com agradecimento, com satisfação ou se foi com avareza ou por outro motivo não aceito por Ele; nesse caso não haverá retribuição da parte de Deus. A colheita justa virá, pois Deus é Poderoso para prover tudo o que for necessário ao que de bom grado contribuiu.
2. Deus ama de uma forma especial.
7. Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.
Ter o amor especial de Deus é algo supremo; ofertamos com alegria e Deus retribui com seu amor; poupa as enfermidades que levariam seu dinheiro, nos poupa impedindo com os acidentes e desastres que também levaria o noso dinheiro; nem sempre sabemos onde Deus esta retribuindo, mas na verdade Ele está! Talvez alguém diga: E porque levei tal prejuízo financeiro? Eu respondo: Porque era plano de Deus lhe dar esta experiência para crescimento ou também porque você não foi totalmente fiel a Deus. Ser fiel a Deus, abrange todas as áreas de nossa vida.
Um dos exemplos é este: (Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.Mateus 5:23-24).
3. A graça de Deus vem em abundancia.
8. E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra;
Deus concederá uma colheita de bênçãos a quem contribuir de bom coração para a sua obra. O Senhor tem poder para prover tudo de que precisamos em todas as situações, tanto nas finanças, como nas outras áreas de nossa vida. Ele é Fiel e Poderoso para fazer os céus se abrirem e as bênçãos serem derramadas sobre os que ofertam com alegria e voluntariedade.
4. Deus proverá e multiplicará a sua justiça.
9. Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre.
10. Ora, aquele que dá a semente ao que semeia,  também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça;

11. Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se deem graças a Deus.
A justiça de Deus é o pago por aquilo que plantamos. Quem oferta com coração voluntario receberá a multiplicação das bênçãos de Deus sobre sua vida. A benção será tão grande que compartilharemos com os mais necessitados.
Em tudo o bom e generoso ofertante será enriquecido, está e a prosperidade a luz da Bíblia. Essa prosperidade a luz da Bíblia só será dada aos fiéis ao Senhor; não adianta ser fiel aos dízimos e ofertas e infiéis no falar, no olhar, no pensar, no viver e no atos do dia a dia, poderão até enriquecer, mas não será a riqueza enviada por Deus, será para tristeza de desonra a Deus; mas os fiéis serão felizes em tudo o que Deus lhe enviar, terão alegria nos seus bens e na sua vida em geral.
Conclusão                                                                  
Quer ter vitória? Seja fiel
Ofertar e dizimar não compra Deus; simplesmente abre as portas para que as bençãos caiam sobre nós.
O objetivo da oferta não era, portanto apenas suprir as necessidades dos cristãos em Jerusalém, mas suscitar ações de graças a Deus.
Entendamos pois, que as bênçãos sobre dízimos e ofertas são para crentes fies a Deus.

Por vossa irmã em Cristo Rosa Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário