Total de visualizações de página

Só Jesus Cristo salva!

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

"Os quatro véus e seu significado espiritual"



             
  Os quatro véus que cobrem as quatro colunas de entrada da tenda possuíam quatro cores: O azul, a púrpura, o carmesim e o branco; cores essas que apontam para os quatro evangelhos.
1. A Púrpura:  
  O termo púrpura (ou roxo) atribui-se a um leque de tons entre o vermelho e o azul. Obtém-se misturando as cores primárias; vermelho e azul. A púrpura era possuída apenas por reis e ricos, devido a seu elevadíssimo preço. Extraia de um molusco que habitava a ilha de Creta e a Fenícia, sendo de difícil obtenção, somente os que tinham recursos poderiam possuí-la.
A púrpura foi sem dúvida o corante de maior renome e mais caro de todos os corantes antigos. Era um símbolo de riqueza e distinção. Na Roma antiga só o imperador tinha o direito de a usar. O imperador Nero chegou a punir com a morte o seu uso. O corante era produzido a partir de espécies de um molusco do género Murex. Cada espécie do molusco dava a sua variedade de púrpura.                                      O pigmento está presente numa secreção mucosa produzida pela glândula hipocondrial situada junto do tracto respiratório. Esta secreção é incolor enquanto fresca mudando de cor quando exposta ao sol, passando pelo amarelo, em seguida pelo verde e só depois surgindo a cor púrpura característica. (Wikipédia).
Significado Espiritual
Está cor aponta para o Evangelho segundo Mateus o Evangelho do Rei. A púrpura está relacionada com a realeza, fala do Messias como Rei, cumprindo Zacarias.9.9  "Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e salvo, pobre, e montado sobre um jumento, e sobre um jumentinho, filho de jumenta."
  Em Juizes.8.26  
"E foi o peso dos pendentes de ouro, que pediu, mil e setecentos siclos de ouro, afora os ornamentos, e as cadeias, e as vestes de púrpura que traziam os reis dos midianitas, e afora as coleiras que os camelos traziam ao pescoço." vemos aqui que as vestes dos reis midianitas eram de púrpura.
Em Ezequiel.27.7.16  "A Síria negociava contigo por causa da multidão das tuas manufaturas; pelas tuas mercadorias davam esmeralda, púrpura, obra bordada, linho fino, corais e ágata.", aqui lemos que a púrpura era uma das principais riquezas de Tiro.
 Em Lucas.16.19 "Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente." Várias são as referencias quanto a púrpura. Mateus enfatiza o  aspecto real do caráter de Jesus chamando o  Filho de Davi, o rei de cuja descendência veio o Messias, e registra sua genealogia provando sua ascendência real.
 2. O Carmesim

Carmesim é um tom de vermelho forte, brilhante e profundo. É a cor do corante produzido por um inseto - Kermes vermilio.
A cor carmesim, para os usos no tabernáculo, foi conseguida do corpo da fêmea do “coccus ilicis” um verme (Sl 22.6, a palavra hebraica para escarlata e carmesim). (Wikipédia)
         O Significado Espiritual
A cor carmesim, pelas escrituras, e especialmente quando se refere ao Cristo, manifesta o Cristo Sacrificatório e a Sua humildade.
 Está cor aponta para o Evangelho de Marcos, é a cor do sangue, que se relaciona com o servo sofredor, com o Messias crucificado, “Eis aqui o meu servo, a quem sustenho, o meu eleito, em quem se apraz a minha alma; pus o meu espírito sobre ele; ele trará justiça aos gentios.”
Isaías 42:1
  

3. O Branco
Significado Espiritual
  Esta cor aponta para o Evangelho de Lucas, apresentando Jesus cristo como homem perfeito, o Filho do Homem.  Como o homem perfeito e ilustre faz-se necessária a sua genealogia. Jesus cumpre Zacarias 6.12 “E fala-lhe, dizendo: Assim diz o Semhor dos Exércitos: Eis aqui o homem cujo nome é Renovo; ele brotará do seu lugar, e edificará o templo do Senhor”.  O Filho do Homem em sua humanidade perfeita, pura, santa e sem pecados, Hebreus 4.15 “Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado”.              

4. O Azul
  Significado Espiritual
Está cor aponta para o Evangelho de João, o azul é a cor do céu, indica o que é celestial, divino. João apresenta-nos Jesus como o Filho de Deus. É o evangelho do Filho de Deus. Não há genealogia pois Deus não a tem, é eterno, sempre existiu. Jesus cumpre Isaias 40.9 “  Esta cor aponta para o Evangelho de Lucas, apresentando Jesus cristo como homem perfeito, o Filho do Homem.  Como o homem perfeito e ilustre faz-se necessária a sua genealogia. Jesus cumpre Zacarias 6.12 “E fala-lhe, dizendo: Assim diz o Senhor dos Exércitos: Eis aqui o homem cujo nome é Renovo; ele brotará do seu lugar, e edificará o templo do Senhor”.  O Filho do Homem em sua humanidade perfeita, pura, santa e sem pecados, Hebreus 4.15 “Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado”. Suas características divinas estão registradas neste evangelho.
Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou. João 8:58
Eu e o Pai somos um. João 10:30
Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti; João 17:1

Por Rosa Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário